Arquivos do Blog

Tardes de menina

Sentada diante de um volante, presa no engarrafamento há 50 minutos, ela sentiu falta daqueles dias felizes da infância.

O pai e o tio trabalhavam juntos em uma oficina automotiva, só os dois. Então, no verão, a mãe a deixava ir com o pai para o trabalho. Sair do apartamento pequeno era bom. Ia com a irmã mais nova e a prima mais nova ainda. Deviam ter no máximo 4 anos e ela era a mais velha e, portanto, a responsável pelas duas pequeninas. Talvez não, mas ela gostava de pensar que sim. Leia o resto deste post

Anúncios

Amanhecer

Amanhecer em São José do Norte, upload feito originalmente por Andria Ortiz.

Esta foto é antiga. Feita no feriado do Carnaval de 2007, em um dos lugares mais lindos que já vi: São José do Norte. Uma pequena cidadezinha do sul do Sul do Brasil que fede a peixe e a cebola. Feiozinha como a maioria das comunidades pesqueiras, mas um tanto bucólica. Povo simples e simpático.
Passamos um feriado delicioso em família. Choveu muito, o mar estava de ressaca,ventava demais, haviam muitas mães d’água pela praia e frio, muito frio. Praia era impossível. Celular só tinha sinal se nos pendurássemos pela janela de um dos quartos da pequena casa alugada na Praia do Mar Grosso. A solução? Convivermos em família durante dias a fio. Muito carteado, muita conversa e cobertores. É, gente! Faz frio no verão do Rio Grande do Sul.
Sol, mesmo, somente no último dia. Óbvio!
E essa foto foi feita as 6h da manhã, esperávamos a balsa que chegava de Rio Grande num esquema de “bate e volta”. Se clicares nela, cairás na página do Flickr onde está hospedada. Lá verás que foi feita com uma câmera compacta. Dessas que compramos em qualquer loja de eletroeletrônicos. Não conhecia nada sobre técnicas fotográficas, nem tinha um equipamento espetacular e, no entanto, ficou boa. Tratamento mesmo, só para avivar as cores.  Fotografia é muito feeling, muito coração, muito “a visão do artista”.
Acho que os dias de calmaria expandiram meu olhar, abriram minha cabeça e clarearam pensamentos. Neste dia, o mar se tranquilizou, o céu ficou azul e nós voltamos mais unidos. Um final de semana ruim para “veranear”, mas bom para amadurecer.
Em todos os sentidos!

Amorte

Ele a odiava.

Nem sempre fora assim, casaram-se, viveram 2 anos em clima de lua de mel. Depois vieram os filhos e o casamento descera, como uma bola de neve, morro abaixo. Nunca pensaram em divórcio “pelo bem das crianças”. Leia o resto deste post

O tempo e o homem

Ele nasceu no interior e nunca conheceu a mãe biológica. A infância não foi fácil, mas ninguém sabe muito a respeito. Somente que foi adotado por alguém que cuidou dele, deu-lhe um nome, uma casa e amor. Cresceu sem registro de nascimento. Era mais um brasileirinho dos muitos que ainda não se conhece existência. Leia o resto deste post

Negócio de família

Hoje vou fazer algo diferente. Não vou postar nada escrito por mim, nem de nenhum escritor famoso. porém, não-famoso não significa não-importante. Ela é fundamental na minha vida. Todos os dias! Vocês vão entender o porquê quando abrirem o link aí embaixo. Façam bom proveito, espero que gostem! Leia o resto deste post