Arquivo mensal: abril 2013

Parabéns!

Eu tentei. Mas não tenho nenhuma lembrança de quando era filha única. Minhas memórias mais remotas já tem a presença dela. Era pequena demais para lembrar. Talvez porque temos somente 1 ano e 1 mês de diferença de idade. Bochechas cor-de-rosa. É do que lembro.

Hoje, há 1/4 de século ela nasceu. Sim. Dia em que Cabral encontrou o Brasil. E a cara dela, nascer em uma data histórica. Um dia que lembramos só porque lemos em livros na infância. O que também é a cara dela. Livros. Histórias. Bibliotecas. Silêncio. Tudo atrelado desde sempre. Leia o resto deste post

Abraça-me

Abraça, meu bem.

Abraça-me que o mundo lá fora é uma selva. Que lá tem gente de todo tipo esperando pra nos atacar. Matar ou morrer. É a lei do mais forte. Porque é melhor quem passa por cima de gente. É maior, quem consegue caminhar sem olhar para baixo. Leia o resto deste post